Carta Aberta Conselho de Administração da SAA

Carolina said: Aug 27, 2020
Carolina Borja
Suzuki Association Member
Cello, Suzuki Early Childhood Education
19 posts

Caro Conselho de Administração da SAA,

Nós, os membros do Comitê Consultivo sobre Raça (ACR), abaixo assinados, não temos certeza de como a Diretoria vê nosso papel na discussão sobre Diversidade, Equidade, Inclusão e Acessibilidade na SAA. Foi com surpresa que vimos a carta aos associados enviada em 21 de agosto de 2020 sem termos sido consultados sobre o conteúdo. É reconhecido que um dos primeiros passos no processo de melhoria da diversidade em uma comunidade ou organização envolve centrar as vozes dos membros marginalizados da comunidade. É igualmente claro que o Conselho se vê no centro desse trabalho, com o ACR à margem. Como podemos melhorar essa situação para que trabalhemos juntos, ao invés de trabalharmos em caminhos paralelos ou mesmo divergentes?

Há vários pontos nas Notícias da Diretoria que gostaríamos de comentar. A frase a seguir é de grande preocupação: “Nosso objetivo é fornecer acesso ao treinamento [DEI] para professores e outros durante os próximos 18-24 meses.” Isso é muito longo—o período deveria ser dividido à quarta parte para que seja eficaz. Como disse o Dr. Suzuki: “Qualquer coisa que você pensar em fazer, por mais insignificante que seja, deve ser feito imediatamente. Estimule-se e siga em frente sem desanimar. Se isso se tornar um hábito arraigado, coisas que você pensava serem impossíveis se tornarão possíveis e portas fechadas se abrirão, como você descobrirá de muitas maneiras.” Na verdade, muitas outras organizações responderam ao atual estado de consciência intensificada examinando imediatamente suas estruturas e operações, bem como investindo nas mudanças necessárias. Um exemplo disso é o MacPhail Centre for Music, que está atualmente passando por um Inventário de Desenvolvimento Intercultural. Este processo inclui a participação de membros da organização e destaca áreas para melhoria, incluindo preconceito e competência geral de DEI. Os instrutores da SAA não devem ser meramente competentes nesta área. Eles devem ser altamente conscientes, sensíveis e qualificados para serem capazes de alcançar o nível dos ideais humanitários do Dr. Suzuki.

Também temos dúvidas sobre a seguinte declaração: “Os materiais incluem vídeos, livros, artigos, sites, etc., recursos sancionados pelo Comitê Consultivo ao Conselho.” Presumindo que o ACR seja o comitê ao qual se refere, não temos conhecimento de ter sancionado nenhum material, principalmente para uma área de recursos do site. É bastante preocupante que a voz do ACR esteja sendo empregada dessa forma, quando o comitê não estava envolvido na criação desse banco de dados de recursos e nem tínhamos conhecimento dele. A criação do comitê é apenas um adereço para dar validade às medidas decididas e executadas pelo Conselho?

O fato de a SAA Conselho de Notícias, sobre o tema DEI e Educação Anti-Racismo, ter sido enviado sem o nosso conhecimento prévio é um exemplo da falta de comunicação entre o Conselho e o ACR. Recomendamos um consultor DEI para revisar toda a estrutura e cultura da SAA—incluindo a colocação de grupos sub-representados em posições de liderança dentro da organização, supervisionando o treinamento de DEI para todos os membros e a comunicação entre o ACR e o Conselho. Fomos levados a acreditar que a SAA foi positiva em trabalhar com o consultor DEI recomendado há dois meses, porque ela falou para a comunidade como uma ex-mãe Suzuki e uma profissional culturalmente fluente que poderia ser de grande utilidade para os membros nas Américas do Norte, Central e Sul e Caribe. Porém, fomos solicitados a aguardar outra proposta, a qual não recebemos até esta data. Como saber se precisamos fornecer outras referências se não formos mantidos no diálogo? Por que continuamos a receber cartas aos membros sobre questões de diversidade e raça sobre as quais o Comitê Consultivo sobre Raça não foi informado e não teve a oportunidade de aconselhar?

Este tem sido um problema constante. Como profissionais que trabalham em prol da saúde da organização, encorajamos a SAA a concordar com uma via de comunicação em que não sejamos apenas uma vaga a preencher ou um nome a colocar no papel. Aspiramos a uma posição onde as vozes dos negros, indígenas e pessoas de cor sejam verdadeiramente ouvidas e respeitadas com suas nuances culturais e históricas. Acreditamos que somos apoiados nesta posição pelos muitos membros da SAA que participaram das discussões do Zoom Town Hall e que pediram que o ACR tivesse status oficial dentro da SAA.

Com conhecimento e consciência de que a desigualdade na educação é a questão de direito civil mais urgente, desejamos à SAA uma semana produtiva e encerramos com as palavras de empoderamento do Dr. Suzuki: “Todos nós temos deficiências ilimitadas. No entanto, uma maneira de ver as coisas é considerar nossas vidas como uma estrutura de tempo que nos permite trabalhar continuamente para transformar nossas fraquezas em forças”. Vidas negras são importantes.

Em paz e com respeito,

Marla Majett (co-presidente)
Andrea Kelley
Carolina Borja
Carta Conselho De Administrao Da SAA

Renata de Lemos Miranda Jordao said: Sep 14, 2020
Renata de Lemos Miranda Jordao
Suzuki Association Member
Violin
Petropolis, RJ, Brazil
2 posts

Caras Marla, Andrea e Carolina,

Com grande respeito venho aqui deixar registrado minhas palavras de agradecimento por toda essa garra, maturidade, força e fé de vocês, em que, apesar de todo um histórico nebuloso dentro da humanidade e particularmente refletido em nossa comunidade, TODOS seremos capazes de compreender o que precisa ser mudado no tocante a racismo, diversidade, discriminação e preconceito, admitir os equívocos com humildade e seguir em direção a crescer como seres humanos em clareza, igualdade de direitos e capacidade de escutar a todos com o mesmo amor e respeito que nos ensinou Dr. Suzuki e outros grandes seres humanos e seus exemplos de vida.
Realmente nossos corações pulsam em outro tempo. Atos e palavras devem refletir e traduzir a mesma informação sem contradição, devem estar em harmonia e resultar em algo mais concreto que uma simples fachada, oca por dentro. Falta de comunicação em pleno século XXI, com todos os recursos disponíveis é inadmissível e fora de contexto.
Acesso ao treinamento DEI somente esperando entre 18 a 24 meses?? Inviável! A tomada de consciência urge, é para já, para ontem! E se mencionamos o fato de maneira clara e aberta, é imprescindível para todos, sem exceção, compreender o que é racismo, discriminação e preconceito de maneira profunda para detectar e consertar todo e qualquer ato ou reação já pre-condicionados. Não se resolve algo conceitual de tamanha envergadura e enraizado há várias gerações, esperando o tempo passar e amansar o movimento. Isso já sabemos por experiência que não funcionou e não funciona.
É nosso dever é ouvir com carinho a voz de quem sofre na pele diariamente, a consequência de tamanho equívoco de ordem conceitual, estrutural, sócio econômico e moral. Dentro da filosofia do Dr. Suzuki, existem as famosas prioridades, e acredito que um coração nobre teria como prioridade que todos os seres humanos pudessem cooperar visando um bem estar comum. A solidariedade é o primeiro passo para que todos sejam capazes de viver bem. Ouvir e tomar atitude em prol de uma mudança verdadeira, de dentro para fora e não somente no superficial.
E com certeza esperar todo esse tempo, não condiz com a gravidade da situação, e muito menos o fato de ignorar e não considerar o consultor que foi indicado pela ACR, além de demorarem dois meses até reagirem.
É inevitável a necessidade de mudança de conduta!
A mudança começou, felizmente e substancialmente! Enxergar sua necessidade é fundamental, negar o problema seria no mínimo uma cegueira sócio-cultural.
Que todos tenham uma excelente semana.
Um grande abraço,
Renata.

Elizabeth Guerriero said: Sep 14, 2020
Elizabeth Guerriero
Suzuki Association Member
Violin, Suzuki in the Schools, Viola
Lawrence Township, NJ
55 posts

Lindo. Obrigada Renata!

You must log in to post comments.

A note about the discussion forum: Public discussion forum posts are viewable by anyone. Anyone can read the forums, but you must create an account with your email address to post. Private forums are viewable by anyone that is a part of that private forum's group. Discussion forum posts are the opinion of the poster and do not constitute endorsement by or official position of the Suzuki Association of the Americas, Inc.

Please do not use the discussion forums to advertise products or services