Mauro Braga Campos

Cello Teacher

Mauro Braga Campos

SAA Member

Contact

Campinas, SP, Brazil
[javascript protected email address]

Mauro Braga Campos

Músico e Ator

Violoncelista, Bacharel em Música Popular pela UNICAMP—2004. Formou-se sob orientação do Prof. e violoncelista Dimos Goudaroulis (Grécia/Brasil). Integrou a Orquestra Oficina de Cordas – 1999 a 2009—sob Direção de Tibô Delor, com  a  qual  gravou  os  CD’s:  Retratos  em  Vários  Compassos  (2002), Tempo de Delicadeza  (2005) com a cantora Consiglia Latorre  (Selo  SESC  de  Música)  e  Para  Cordas  Brasileiras (2007). Atualmente integra o trio de cordas e percussão CARCOARCO, com o qual gravou o CD Têm Carrego (ProAC 2010—Apoio a Gravação de Disco) e tem participado de festivais e congressos pelo país.

Iniciou seus estudos na filosofia e método Suzuki em 2011, cursando ECC com Shinobu Saito (BR) e livros I, II e III com David Evenchick (CA). Atua como professor de violoncelo particular desde 2004 e a partir de 2012 integra o corpo de professores do Centro Suzuki de Campinas.

Ao longo de sua carreira musical vivencia intenso diálogo com as linguagens da cena, compondo e interpretando trilha sonora para espetáculos e filmes, destacando-se: Execução e gravação da trilha sonora original do Longa-Metragem Corte Seco de Renato Tapajós, composição de Marcelo Onofre(2013); Execução da trilha sonora ao vivo da peça O que seria de nós sem as coisas que não existem -Direção de Norberto Presta – do LUME Teatro (desde 2005); Composição e interpretação da trilha para o espetáculo de dança (In) Pressão, da Seis + 1 cia de dança, com direção de Daniela Gatti (2012); Composição e gravação das trilhas sonoras das peças: Paraíso em Pedaços do Coletivo CEP, direção de Idit Herman (2011), Agda uma parceria do grupo Matula Teatro e da Boa Cia—contemplado pelo prêmio de Melhor Trilha Sonora no Festival de Teatro de Pindamonhangaba (2011), e Era uma Vez… do grupo Terraço Teatro—contemplado com o prêmio de Melhor Trilha Sonora no 2º Festival de Teatro de Rio das Ostras (2006), e no 5º Festival de Teatro de Mogi Mirim (2006). 

Em 2004, inicia sua formação como palhaço e ator, estudando com importantes profissionais das artes da palhaçaria: Chaco Vachi (Argentina), Leris Colombaioni (Itália), Ricardo Puccetti (LUME Teatro), Adelvane Néia, Ésio Magalhães (Barracão Teatro), Jango Edwards (EUA/Espanha); e da cena: Daniela Carmona (Cia do Giro), Tiche Vianna (Barracão Teatro), LUME Teatro, Grace Passô (Espanca!),  Mestre Tadashi Endo (Japão/Alemanha), Cia Finzzi Pasca (Suiça), e outros. Foi aluno regular da família circense Brede (campinas) -2003 a 2010—onde aprendeu e aprofundou suas pesquisas nas artes da acrobacia  de solo, trapézio, cama elástica e palhaço com os professores Marion e Alex Brede.

Desde 2002, integra a Cia cênico-circense ParaladosanjoS, com a qual desenvolve pesquisa artística nas linguagens da música, circo e teatro. Destacam-se os seguintes trabalhos:

  • Palhaço e músico no espetáculo teatral “Balagan” (2010), com o qual fez temporada no Teatro Arthur Azevedo (SP-2010) e se apresentou em diversos Sesc`s do estado de São Paulo.

  • Diretor musical, músico e ator do espetáculo Crossroad, Contos Urbanos (2007), com o qual fez temporada no Teatro Arthur Azevedo (SP-2010), se apresentou em diversos Sesc`s do estado de SP e no Festival de Teatro Isnard Azevedo (Florianópolis-2008).

  • Músico e palhaço apresentador do espetáculo circense ParaladiBom, contemplado com os prêmios FICC (2006), PROAC (2006) e Prêmio de Estímulo ao Circo Carequinha (FUNARTE/2007), Prêmio FUNARTE Artes Cênicas na Rua (2010) e participou dos festivais: Festival Paulista de Circo (Limeira/2008); III Panorama Paulista de Circo (SP/2008), Festival de Circo de Santo André (2008), dentre outros.

  • Palhaço e acrobata do espetáculo infantil Tchu-Tchu-Tchu, uma aventura aéreo-acrobática, que obteve patrocínio da Caixa Cultural Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal e Curitiba (2008); destacam-se ainda: apresentação no Instituto Itaú Cultural (SP-2005), apresentação em diversos SESC`s do estado de SP;

  • Músico, compositor e interprete da trilha sonora da peça teatral Euétheia, Um Elogio à Loucura, Direção de Adelvane Néia, destacam-se: IV Encontro de Grupos de Teatro, (São João Del Rei-MG/2009); I Festival Nacional de Teatro de Pontos de Cultura, (Floriano-PI/2009); II Encontro Transdiciplinar de Pesquisa em Dança, (UFRJ, UFBA e Centro Coreográfico do RJ/2005); temporada no Centro Cultural São Paulo, na sala Jardel Filho (2007).

No ano de 2006 inicia dupla de palhaços com André Sabatino, com a criação e estreia do espetáculo Yo Si Tu No, Um Elogio à Bobagem, que contou com a orientação de Ricardo Puccetti e Naomi Silman—LUME Teatro. Destacam-se as apresentações: 5° Festival Internacional de Palhaços Anjos do Picadeiro (2006—RJ), temporada nos SESC`s Pinheiros e Vila Mariana (SP-2006/08); II Palhaçaria Paulista (2007), Festival Paulista de Circo (2010). Em 2010 o espetáculo foi contemplado pelo ProAC Nº 11—Concurso de apoio a projetos de montagem e/ou manutenção de espetáculo circense no Estado de São Paulo. Em 2013 o espetáculo participou do Circuito SESC de Artes 2013, realizando apresentações em 9 cidades do interior do estado de São Paulo.

Participou do espetáculo “Classics” de Jango Edwards, na abertura do Festival Anjos do Picadeiro VII Encontro Internacional de Palhaços (2008).

Participou da montagem do espetáculo Sonho de Ícaro, dirigido e produzido pelo LUME Teatro e apresentado na abertura do VIII Feverestival (Festival Internacional de Teatro de Campinas/2010), para mais de 1.200 espectadores, em comemoração aos 25 anos do grupo.

Participou da intervenção cênico-musical Do Barro de Manuel, do grupo Teatro de Senhoritas, em circulação na cidade de Campo Grande / MS (2013).

Foi Sócio e Coordenador de Projetos e Eventos (2003-2011) do Espaço Cultura Semente, reconhecido pelo Ministério da Cultura como Ponto de Cultura (2007). Dentro das atividades do Espaço, destaca-se o Cabaré do Semente. Show de Variedades mensal, onde Mauro Braga além de produzir o evento exercia a função de palhaço, tendo a oportunidade de contracenar com importantes artistas, como: Seres de Luz Teatro (campinas), Família Burg (campinas), Ésio Magalhães (campinas), Ricardo Puccetti (campinas), Leris Colombaioni (itália), Marcio Ballas (são paulo), Lu Lopes (são paulo), dentre outros. Atualmente é integrante do Coletivo Casarão, com o qual realiza apresentações, oficinas e festas populares no Centro Cultural Casarão do Barão (Campinas/SP), ajudando a consolidar o mesmo como espaço cultural público e decentralizador de bens culturais na região.